Padre José Lucindo da Graça e Sousa

O Padre José Lucindo da Graça e Sousa, figura ilustre do clero Micaelense, dos anos vinte, foi pároco da Matriz de São Jorge, desta vila de nordeste, conjuntamente com António Alves de Oliveira e outros insignes Nordestenses, fez parte da comissão Instaladora da Mesa da Irmandade de Nordeste. Acompanhou desde sempre o distinto Nordestense, António Alves de Oliveira, como Vice-Provedor, nos destinos da Misericórdia, assumindo, o cargo de Provedor, quando se dá o falecimento de Alves de Oliveira.

Para além de exercer o seu múnus sacerdotal, foi também professor, formando muitos jovens para a vida activa, dada a ausência de professores habilitados naquela época. O Padre José Lucindo da Graça e Sousa, deixou testamento cerrado, legando a esta Instituição, o seu prédio de vinha sito na Ribeira Quente e a diferença dos seus vencimentos de professor que estavam por receber e orçados aproximadamente em quinze mil escudos.

Tags: